Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

Gestão de Pessoas em empresas ágeis – participe de comunidades e impulsione sua carreira

Inspirada pelo evento Agile Floripa,  que ocorreu no dia 12 de março, resolvi dividir com vocês a experiência e percepção que tenho trabalhando numa empresa que incentiva todos os seus colaboradores a participarem de comunidades.

Veja bem, isso é uma relativa novidade pra mim. Depois que comecei a participar de comunidades parece um senso comum de que galera que trabalha com TI é colaborativa e bem, isso não é verdade. Recentemente tenho feito entrevistas com desenvolvedores por conta de uma vaga por aqui e o número de contribuidores é baixo apesar de a grande maioria utilizar tecnologias livres ou open source.

E por que isso é um item importante para a Taller? Como participar de comunidades pode te ajudar a ser um profissional melhor? O que fazer para que sua contribuição impulsione sua carreira? Por onde começar? É o que veremos 😉

De quais comunidades estamos falando?

As comunidades são inúmeras e por causas diversas. São espaços para construção e compartilhamento de conhecimento, onde os interessados atuam de forma voluntária por algo que acreditam. Pode ser uma tecnologia, uma metodologia, uma cultura ou uma ideologia.

Esse é um conceito bastante forte por conta do software livre. No site do sistema operacional GNU temos a seguinte definição:

Por “software livre” devemos entender aquele software que respeita a liberdade e senso de comunidade dos usuários. Grosso modo, os usuários possuem a liberdade de executar, copiar, distribuir, estudar, mudar e melhorar o software. Assim sendo, “software livre” é uma questão de liberdade, não de preço. Para entender o conceito, pense em “liberdade de expressão”, não em “cerveja grátis”.

Comunidade é um grupo de pessoas atuando por um bem comum, seja para construir um software ou para organizar eventos.

Nós da Taller participamos de várias comunidades: Drupal, Ágil, Software Livre, JavaScript, Ubuntu Juju, Mulheres na tecnologia entre outras. Todas são iniciativas não proprietárias e seguem propósitos nos quais acreditamos e outros que gostaríamos de melhorar.

Por que participar de comunidade é importante para a Taller?

Para começar trabalhamos com software livre. O próprio Drupal, que é a tecnologia pela qual somos mais reconhecidos, é um CMS open source idealizado e iniciado pelo Dries Buytaert mas desenvolvido por programadores do mundo todo. Hoje são mais de 1 milhão de usuários, cerca de 100 mil contribuidores ativos, com uma comunidade presente em 230 países, com tradução para 181 línguas e considerada uma das maiores comunidades logo depois da de GNU/Linux. Tudo isso em 15 anos de existência. Imagina o suporte que você pode ter com uma participação dessa escala? Imagina a projeção que uma contribuição sua pode alcançar?

Na verdade, a construção coletiva do saber é o que importa pra gente. O nosso lema de que “somos o que fazemos e o que compartilhamos” não é a toa. Isso está presente no nosso dia-a-dia, dentro e fora da empresa e tudo o que aprendemos, nossos erros e acertos devem ser compartilhados.

Outra grande razão é que participando nós conseguimos mudar aquilo que não nos agrada. Como fazer alguma mudança se você não faz parte do processo? Se deparou com algum problema numa determinada tecnologia que ninguém ainda resolveu? Chame seus colegas, abra uma cerveja e seja parte da solução.

No nível empresarial, ter nossos colaboradores participando de eventos e contribuindo é um grande investimento. Além de cumprirmos com nossos princípios, temos profissionais mais engajados e que sempre aparecem com novidades e inspirações. Eles ficam conhecidos no mercado pelo bom trabalho que desempenham e levam o nome da empresa junto. O que nos leva ao próximo tópico.

Participe de comunidades e impulsione sua carreira

Lembra daquela velha máxima de que quem não é visto não é lembrado? Pra mim é isso o que acontece quando você não expõe pro mundo o que você faz. Talvez você ganhe fama pelo boca a boca mas, hoje em dia, convenhamos que não dá pra ficar esperando alguém resolver falar bem de você por aí.

Quem é ativo em comunidades não precisa de cartas de indicação. Compartilhe seu perfil, suas contribuições, o que você faz, palestre. Nada atrai mais um recrutador do que os feitos. Você pode vir fazer uma entrevista comigo e falar um milhão de coisas que você pode fazer: até que você me prove algo elas não tem peso algum.

Agora, se você chegar e me apresentar um módulo que você construiu para solucionar um problema, uma palestra em que você compartilhou alguma nova ideia ou uma tradução que você fez para facilitar o trabalho de outras pessoas eu vou acreditar que você é um realizador e não só um idealizador. E, em tempos como os de hoje, ações são fundamentais. Nossos primeiros desenvolvedores foram encontrados não por terem enviado currículo, mas pelos perfis na comunidade de Drupal.

Lembra da frase que eu comecei este tópico? Participar de comunidades te traz um networking incomparável. Em sua maioria são pessoas que não estão satisfeitas com o status quo que são membros atuantes de comunidade, pessoas focadas e com objetivos claros de vida, de carreira e de princípios e, acredite em mim, essas são as figuras com as quais você vai querer se relacionar.

Encontre o que te motiva

Eu participo mais ativamente da comunidade ágil. A de Floripa, a do Agile Brazil e também do Agile Trends. Minha participação é na construção e organização dos eventos. Comecei como voluntária desses eventos e logo vi que podia fazer mais. Tudo isso há menos de 2 anos de atuação. Por que? Eu acredito que agilidade é cultura. Agilidade é um jeito de ver e vivenciar as coisas, não necessariamente de fazê-las. Existem diversas metodologias e facilitações para a adoção do ágil mas, se os princípios não estiverem nas raízes da sua cultura organizacional eu acredito que dificilmente você praticará o ágil em sua plenitude. 

Meetup Agile Floripa
Meetup Agile Floripa

Eu vi muitos profissionais falando sobre isso nos eventos que participei até agora, mas nenhum deles mais especificamente na parte de “RH”. Eu realizo gestão para as pessoas aqui na Taller baseada nos princípios ágeis e utilizando algumas metodologias. Mas eu quero aprender mais. Quero mostrar que é possível. E por isso me envolvi na comunidade, fui bem recebida e tenho colhido os frutos da minha dedicação. Além disso, contribuo com os textos aqui do blog 😉

Alguns dos nossos desenvolvedores são evangelistas do software livre. O Reva Gomes, o Henrique Recidive e o Sebastian Ferrari, por exemplo, já foram inclusive convidados para palestrar no exterior. Ou como o Walmyr Filho que tem um blog pessoal com material gratuito e palestra pelo Brasil. Eles são profissionais com 20 anos de mercado e uma experiência matadora em grandes empresas? Eles tem um perfil extremamente especial e fora da curva? A resposta é não. Mas eles acreditam que são parte da solução e da mudança e fazem as melhorias acontecerem. Eles constroem coisas e compartilham e isso é o que os torna profissionais diferenciados.

Mentores voluntários DrupalCon Bogotá
Mentores voluntários DrupalCon Bogotá

Por onde começar?

Google it. Ou vá falar com alguém que você conhece. Quem trabalha pela construção coletiva do saber deve ter um perfil aberto para os novatos. Ah, sempre tem os caras estrelinhas, não dá pra negar, mas tem muitos outros perfis de profissionais que estão lá para ajudar.

Procure fóruns, listas de discussão e principalmente eventos! Os eventos são a melhor forma de aprender sobre algo, ensinar e conhecer gente nova. Os benefícios são incríveis e muitas vezes por investimentos pequenos.

O Agile Floripa por exemplo: uma comunidade que foi criada em 2009 e retomada em 2015 com intuito de reunir os agilistas de Floripa. Nós sempre nos encontrávamos nos eventos nacionais e em meetups pequenos pelas empresas locais. Por que não reunir essa galera por um dia e compartilhar excelentes materiais e experiências? E assim, com a dedicação de cerca de 10 pessoas, contamos com a presença de 150 inscritos, por um preço camarada e com esforços puramente voluntários. Zero patrocinadores, só parcerias. O resultado? Sucesso e muita vontade de fazer mais!

agile-floripa
Primeiro evento Agile Floripa

Vou ajudar compartilhando alguns eventos que já estão na nossa agenda e que são feitos pela comunidade assim como plataformas onde você encontra muita gente bacana e interessada. Vamos começar?

Quem sabe nos encontramos num próximo evento? Compartilhe as comunidades que você admira e participe com a gente ali em baixo nos comentários. Faça parte da mudança!


***
Recado da Taller:
Criamos o Programa de Otimização da Gestão Ágil para quem quiser levar as práticas de eficiência de trabalho para dentro da sua empresa.

Conheça a Programa →

***

  • Adorei o post Mari. Otimas observações. Atuar em comunidades me permitiu fazer networking e me levou a trabalhar na área.

    • Mariana Graf

      Obrigada pelo apoio Marcinha! Continuaremos juntas construindo um movimento ainda melhor!

  • Parabéns e obrigada, Mariana! Me senti super motivada pelo seu texto. Aproveitando sua ideia de compartilharmos informações sobre comunidades de Agilidade, pra quem é do Rio de Janeiro existe a Rio Agile que pode ser acessada através do link: https://groups.google.com/forum/#!forum/rioagile

    Grande abraço!

    • Mariana Graf

      Caramba Jennifer, motivada fiquei eu de receber esse feedback!
      A Rio Agile é uma grandes inspiração para a comunidade Agile Floripa.. em junho estarei aí no Scrum Gathering e espero conhecer e compartilhar mais com a galera carioca!
      Obrigada pela visita 🙂

  • Muito legal o texto Mari!
    Bastante envolvente e motivador!
    Só depois de experimentar isso é que dá pra entender realmente a realização que se sente ao colaborar para construir coisas legais.

    Vejo um movimento bem grande de meetups e encontros informais nas área de tecnologia, gestão, empreendedorismo, impacto social etc. Isso me anima bastante e me motiva cada vez mais a continuar participando e compartilhando.

    Nada melhor do que a colaboração e a auto-organização pra sair da zona de conforto e fazer as coisas acontecerem!

    Pessoas que exercem um papel de protagonista são as que realmente possuem a chave para uma mudança significativa nas suas organizações e na sua vida. E você sem dúvida é protagonista. Parabéns!

    Valeu por compartilhar suas experiências com a gente.
    Desse jeito essa galera vai longe! 🙂

    • Mariana Graf

      Obrigada pelo feedback, Reva!

      Me inspirei muito no trabalho que vocês já vinham fazendo antes de eu pensar em conhecer o ágil. Hoje não me vejo mais longe delas. E quero fazer mais em maiores escalas e em mais frentes. Mas preciso aprender a me organizar primeiro haha

      Beijo Reva! Tamo junto 😉

  • Angélica

    Olá Mariana!

    Posso dizer que seu texto foi extremamente encorajador! Rs

    Me considero uma profissional relativamente nova no mercado de TI, hoje atuo como agile coach na Lambda 3, que é uma empresa que estimula fortemente seus profissionais a participarem da comunidade. Contudo, em alguns momentos ainda não me sinto muito confortável para uma atividade mais intensa nesse sentido, por considerar que seria necessário um pouco mais de bagagem.

    Quando me deparei com esse texto tão bem elaborado, claro e sensível, admito que me deu vontade de sair por aí compartilhando tudo que venho absorvendo…hahah

    Loucuras a parte, me identifiquei muito com o que escreveu. São coisas que também acredito e defendo.

    Muito obrigada! 😉

  • Cleide Mattos

    Olá Mariana, parabéns pelo seu texto!! Você me seduziu com os exemplos, em especial o seu início e palavras encorajadoras que utilizou.

    O lembrete da velha máxima” de quem
    não é visto não é lembrado” e seus comentários a respeito: ” Pra mim é isso o que acontece quando você
    não expõe pro mundo o que você faz.”, foi o que de fato, me fez refletir a respeito e quem sabe partir para a ação, fazendo parte de alguma comunidade, contribuindo assim, para ensinar e em contrapartida aprender!!

    A propósito, no ensinamentos de Jesus, compartilhar, não significa dividir, e sim multiplicar!! Assim, ao compartilhar nossos conhecimentos, estaremos não só multiplicando-os, como também usufruindo dos frutos financeiros que eles certamente nos trarão através do impulsionamento natural de nossas carreiras.

    grata por compartilhar conosco o seu conhecimento e pensamento a respeito da matéria!!