REST vs GraphQL – Parte 2 – Principais conceitos do GraphQL

Fala, galera! Na primeira parte desta série de postagens, exploramos alguns cenários hipotéticos bem simples, a fim de demonstrar algumas limitações que a abordagem REST pode apresentar, como por exemplo, servir dados para aplicações rodando em dispositivos diferentes. Nesta segunda parte o nosso foco será apresentar, de maneira simples e objetiva, os principais conceitos do…

Continuar lendo

Desmistificando Interpretadores – Parte 3

No post anterior aprendemos o que são os grammars e como funciona um recursive decent parser usando apenas as operações de adição e multiplicação. Agora que temos uma boa base, podemos continuar a implementar os próximos operadores. Desmistificando Interpretadores – Parte 1 Desmistificando Interpretadores – Parte 2 Subtração e Divisão Como disse antes, usamos apenas…

Continuar lendo

Desmistificando Interpretadores – Parte 2

Desmistificando Interpretadores – Parte 1 Análise Sintática Essa etapa também é conhecida como parsing, e é a segunda fase do nosso interpretador. É aqui que vamos analisar os tokens produzidos no lexer, que vimos na primeira parte desta série, para construir uma árvore sintática abstrata (ou como é mais conhecido, AST, do inglês Abstract Syntax…

Continuar lendo

Desmistificando Interpretadores – Parte 1

Introdução Antes de começar a escrever este artigo, meu conhecimento sobre linguagens se resumia em: “não faço a mínima ideia de como esse treco funciona”. E sempre que eu pesquisava para ter uma noção básica sentia que estava lendo grego, achava tudo mágico, místico. Então se você também não entende nada do assunto, sei exatamente…

Continuar lendo

Minha Definição de um Desenvolvedor Sênior

Autor: Michael Hoffmann, artigo original em inglês: aqui Ao longo da minha carreira como desenvolvedor, trabalhei com diversos tipos de  desenvolvedores diferentes. Alguns estavam começando, outros estavam em seu primeiro emprego após a faculdade, outros já tinham anos de experiência e outros já atuavam há mais de 10 anos. Desde sempre eu me perguntava: o…

Continuar lendo

Criando content loaders confiáveis

Content loaders (também conhecidos como placeholder loaders, ou skeleton loaders) além de serem legais são muito úteis para UX, como por exemplo: O loading mostra uma prévia do que será o conteúdo. O usuário tem a percepção que o conteúdo carrega mais rápido. Cria uma expectativa no usuário e evita surpresas. Problemas Fato é que…

Continuar lendo

Pair programming: programando a 4 mãos

Neste post irei compartilhar uma técnica de desenvolvimento tanto para quem trabalha presencial quanto para quem trabalha remoto, o Pair programming. Essa técnica surgiu a partir do modelo de desenvolvimento criado nos anos 80 pelo Kent Beck, o Extreme Programming. O conceito dela é bem simples, duas pessoas no mesmo computador desenvolvendo uma tarefa em…

Continuar lendo

REST vs GraphQL – Repensando as requisições a APIs Web

Nesta série, iremos explorar alguns dos principais pontos negativos do modelo tradicional de desenvolvimento de API’s web, mais especificamente quando desejamos buscar dados no servidor, e iremos analisar de que forma o GraphQL pode nos ajudar a construir API’s mais genéricas e focadas nos tipos de clientes que irão consumi-las. Importante! Nós não temos a…

Continuar lendo

Render Props para reutilização de componentes

A sua, a minha, a nossa!   Fala minha gente, tudo certinho? Faz pouco mais de um mês que fui agraciado com o conhecimento sobre Render Props e hoje tô aqui pra passar pra vocês o que tem acontecido desde então. API Render Prop já está no React faz um bom tempo, porém sua utilização…

Continuar lendo