Pressione enter para ver os resultados ou esc para cancelar.

MVC vs. PAC: qual a diferença entre as arquiteturas?

Você sabe qual a arquitetura usada pelo Drupal?

Apresento-lhes a arquitetura PAC! Você também não conhece? Não tem problema, aparentemente esse modelo de arquitetura não é muito difundido quanto seu parente mais próximo, o MVC, mas tem sua importância também.

Vamos falar um pouco sobre MVC e depois sobre o PAC, pra no fim dar uma comparada nos dois.

 

MVC

mvc-blog-taller

 

Pois é, o velho MVC =P com toda certeza muito usado ainda hoje.

Tem um conceito bem simples de separação de camadas. Existe um model (M) que representam seus dados, e está relacionado em 99.9% dos casos com sua base de dados. Tem uma view (V) que é apresentada pro seu usuário, onde ele pode visualizar informações provenientes da sua base, ou formulários para gerenciar/alterar/incluir dados. Por fim tem um controller (C) que faz o intermédio entre o model e a view. Geralmente no controller você obtém um model através de um repositório, faz alguns tratamentos em cima dos dados (ou não) e os repassa para serem exibidos na view, ou ainda, os recebe através da view, faz algum tratamento, e os salva na base através de um repositório.

Enfim, essa é a explicação superficial para como é o fluxo nesse padrão de arquitetura. Existem muitas formas de implementar isso, e vários frameworks que funcionam dessa maneira. Pra entender um pouco mais do assunto, deixo aqui o link para Wikipedia.

 

PAC

PAC-blog-taller

 

No PAC nós temos uma estrutura um pouco parecida com a do MVC, porém ela se repete várias vezes dentro da aplicação, agrupadas no que chamamos de Agent ou Triad. Cada um destes agentes tem uma estrutura composta por um Presenter (P), por uma Abstraction (A), por um Controller (C) e podem ser tão simples quanto um objeto ou, tão complexos quanto todo um software. Vamos ver um pouco mais sobre a função de cada componente destes agentes:

  • Presenter: Como a view do MVC, este componente é usado para exibir/obter informações.
  • Abstraction: Este componente recebe e processa informações, algo próximo ao model no MVC com a diferença de que possui uma parte limitada da informação, a que compete ao seu escopo.
  • Controller: Assim como no MVC, este componente controla o fluxo entre o Presenter e a Abstraction. Porém aqui temos a diferença de que este controller também passa informações para outros agentes.

Seguindo nesta linha, vamos ao exemplo clássico quando se fala sobre PAC:

Imaginemos um sistema para controle do tráfego aéreo. Um dos agentes recebe informações de um sistema de radar sobre a localização de um 747, e usa estas informações para através do seu componente Presenter, plotar um pontinho na interface. Outro agente recebe informações de um DC-10 decolando e também plota um pontinho na interface. Um outro agente, recebe informações sobre condições do tempo e plota algumas nuvens na interface.”

Vendo por esta perspectiva, fica mais fácil imaginarmos que cada um dos agentes é uma forma de componente que tem uma responsabilidade única, e que faz parte de algo maior, um ecossistema composto por vários agentes.


E aí?

Comparando os dois modelos, você pode perceber na imagem que ilustra o fluxo do MVC, que este tem uma deficiência na separação das camadas sendo que, por vezes, uma atualização em algum dado no model dispara uma atualização direto na view, chegando a este fluxo:

MVC – blog-taller

 

Devido a este problema, na tentativa de tornar essa separação mais clara, outros modelos da própria implementação do MVC surgiram. Problema este resolvido no modelo PAC, onde obrigatoriamente todo o fluxo da informação e atualização é capturado e controlado pelo controller, chegando a este modelo:

PAC – 2 - blog-taller

 

Outro “problema” conhecido no modelo MVC, é de que múltiplas interfaces e controllers operam sobre o mesmo dado, o que causa uma alteração destes dados de diversas fontes diferentes. Problema solucionado no PAC no sentido de que cada agente cuida de uma porção menor da informação e qualquer outro agente que necessite de tal informação vai,  via controller, “conversar” com outro agente.

Por fim, há muito para se falar sobre ambas as arquiteturas, mas esta aqui é uma pincelada mais abstrata na tentativa de exemplificar de uma forma simples, como cada uma delas funciona e difere entre si.

Espero ter cumprido com meu objetivo, muito obrigado e até a próxima!

 


***
📣
Estamos contratando pessoas que desenvolvam software!
Mais informações sobre a vaga.
***